Escolha uma Página

PROJETOS

 

Realizados

Transmissão do Conhecimento entre tradições populares. Dinâmicas de reinvenção da cultura (2011 - 2015)

Este projeto, buscou a partir da etnografia de determinadas manifestações de danças, músicas e performances populares no Rio de Janeiro, especialmente no carnaval das escolas de samba, buscando compreender como os saberes são transmitidos de geração para geração. A intenção era realizar pesquisa etnográfica em espaços de aprendizado/atuação de manifestações e performances populares (como a escola de mestre-sala e porta-bandeira, o aprendizado do funk), de aprendizado de expressões musicais (grupo de ritmistas da bateria da escola). Fez parte dos planos de trabalho de pesquisadores aqui reunidos, o estudo sobre narrativas e memórias, carreiras morais, trajetórias profissionais, atuação cotidiana e inserção afetiva e ritual no aprendizado de manifestações populares e a sua inserção política e social. Tal procedimento metodológico leva à tentativa de articulação teórica em torno das noções de ritual e da construção da pessoa, de gênero e geração, e das trajetórias individuais e carreiras. Ainda como recursos metodológicos, dar-se-á importância central à produção de imagens e audiovisual. Este projeto se insere no grupo de pesquisa NARUA (Núcleo de Artes, rituais e sociabilidades urbanas) e vincula-se à linha de pesquisa Ritual e Simbolismo do PPGA/UFF..

Situação: Concluído;

Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) .

Integrantes: Renata de Sá Gonçalves – Coordenador / SILVA, Roberto Brito da – Integrante / Rennan Ricardo dos Santos Silva – Integrante / Ana Beatriz Cunha Gonçalves – Integrante / Aloha do Carmo Xavier – Integrante / Daphne Assis Cordeiro – Integrante / Felipe Viana Gomes Brandão – Integrante.

Financiador(es): Universidade Federal Fluminense – Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ – Auxílio financeiro.

As escolas de samba e as cidades: experiências, sociabilidades e trajetórias (2011-2015)

Descrição: Este projeto que teve início em 2011 se insere no grupo de pesquisa NARUA (Núcleo de Artes, ritos e sociabilidades urbanas: imagens, narrativas e sonoridades). Busca-se compreender os movimentos de expansão e retração de determinados modelos de festas urbanas. O principal foco de estudo é a festa carnavalesca das escolas de samba do Rio de Janeiro, modelo que se espraiou nas diferentes regiões e cidades do país. A partir do estudo das escolas de samba, das trajetórias individuais dos agentes culturais e das políticas culturais a elas associadas, busca-se compreender os processos culturais contemporâneos mais amplos decorrentes da expansão e da retração das formas culturais, a exemplo dos processos de patrimonialização, registro, salvaguarda, proteções, formação de associações locais e fomentos em níveis regionais e internacionais. Apoio da Proppi/UFF. Este projeto vincula-se à linha de pesquisa “Antropologia da Arte, Imagem e Comunicação” do PPGA/UFF. O projeto conta também com estudantes de graduação, bolsistas de iniciação cientifica.

(Proppi/UFF; CNPq e FAPERJ).

Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Graduação: (3).

Integrantes: Renata de Sá Gonçalves – Coordenador / ALVES, Marina Morena Rosa – Integrante / SILVA, Roberto Brito da – Integrante / Diego da Silva Tavares – Integrante / Denis Ribeiro dos Santos – Integrante.

Financiador(es): Universidade Federal Fluminense – Bolsa / Universidade Federal Fluminense – Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ – Bolsa.

Número de orientações: 5

Rituais festivos em contextos urbanos (2010-2015)

Este projeto vem apresentar um plano de trabalho para a realização de pesquisa no âmbito do Departamento de Antropologia do ICHF da UFF, tendo por objetivo colaborar para a produção de conhecimento científico, bem como, contribuir para um maior intercâmbio entre ensino e pesquisa. O projeto tem como temática as sociabilidades e rituais festivos em contextos urbanos. Propõem-se realizar um estudo etnográfico, no intuito de abordar um amplo conjunto de problemas, tais como reciprocidade, relação entre mito e rito, performances cômicas, concepção de mundo e de pessoa, cultura material e memória coletiva.

Situação: Concluído;

Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Daniel Bitter – Coordenador.

Projeto de criação do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão em Ciências Sociais, Educação e Saberes (LEPECS) (2013 - 2014)

O projeto que visa a implementação, planejamento e desenvolvimento de atividades de pesquisa, ensino e extensão do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão em Ciências Sociais, Educação e Saberes (LEPECS) foi criado em 2013, sob coordenação das professoras Alessandra Siqueira Barreto e Renata de Sa Gonçalves. O projeto congrega os Departamentos de Antropologia, de Sociologia, assim como docentes do Programa de Pós-graduação em Antropologia (PPGA), do Programa de Pós-graduação em Sociologia (PPGS), do Programa de Pós-graduação em Cultura e Territorialidades (PPCULT), e da Faculdade de Educação (UFF). A criação do Laboratório tem como objetivo desenvolver infraestrutura adequada para a consolidação de um espaço de formação, debate e articulação entre alunos e professores e os demais envolvidos. Ao privilegiar a produção de pesquisas e de construção de metodologias e práticas de ensino inovadoras que promovam o diálogo entre ciências sociais e educação, a proposta de atuação do Laboratório se define a partir de eixos temáticos que articulam conteúdos da Sociologia para o ensino básico, disciplina obrigatória, reintroduzida em nível nacional, no currículo do ensino médio das escolas brasileiras a partir da Lei no. 11.684. A reflexão acerca de metodologias de ensino e pesquisa empírica e a experimentação de diferentes linguagens e práticas serão meios privilegiados de interlocução e compartilhamento dentro e fora da Universidade, tanto com escolas da rede pública, quanto com a sociedade civil.

Situação: Concluído;

Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Renata de Sá Gonçalves – Integrante / Nilton Santos – Integrante / BITTER, Daniel – Integrante / FERRAZ, Ana Lúcia – Integrante / SILVA, Ana Claudia Cruz da – Integrante / BARRETO, Alessandra Siqueira – Coordenador / Hélène Petry – Integrante / Antonio Brasil Jr – Integrante / Simoni Lahud Guedes – Integrante / Sergio Castilho – Integrante / Maria Livia De Tommasi – Integrante / Elisabete Cruvello – Integrante / Rosana da Camara Teixeira – Integrante.

Salvaguarda da dança do samba: memórias, políticas e preservação do patrimônio cultural (2013 - 2014)

Em parceria com o Centro Cultural Cartola, o projeto de extensão ‘Salvaguarda da dança do samba’ prevê o inventário (INRC) e a organização de um ciclo de cinco encontros com mestres-sala e porta-bandeiras do Rio de Janeiro, e com representantes de outros estados. O evento acompanha as políticas de preservação do patrimônio cultural imaterial e visa à salvaguarda das memórias e narrativas em torno das pessoas, lugares e objetos que constituem a realidade social dos casais de mestre-sala e porta-bandeira no Rio de Janeiro e de sua expansão em outras cidades do país. Trata-se da organização de ‘rodas de conversa’ em que os dançarinos do RJ e alguns representantes de outros estados serão convidados a falar sobre suas experiências e memorias. O evento visa a socialização e registro audiovisual dos depoimentos de modo a contemplar a dinâmica entre gerações distintas de dançarinos. O foco principal do projeto é a ‘Escola Mestre Manoel Dionísio’ que reune aprendizes (em várias fases) e profissionais da dança. O projeto de extensão conta com a expertise de pesquisadores do Centro Cultural Cartola que já realizam importante trabalho em torno do registro e da salvaguarda do samba, e darão apoio logístico e de pessoal. Conta ainda com pesquisadores de outras instituicões que poderão acionar e contactar representantes locais da dança, convidados a participar das rodas de conversa. O material produzido ficará sob a guarda do Centro Cultural Cartola e da Escola Mestre Dionisio. Para etapas futuras, vislumbramos a edição e disponibilização de depoimentos em um site. Projeto financiado pelo Ministério da Educação, no âmbito do edital Programa de Extensão Universitária MEC/SESu PROEXT/2014..

Situação: Concluído;

Natureza: Extensão.

Alunos envolvidos: Graduação: (3) .

Integrantes: Renata de Sá Gonçalves – Coordenador / FERRAZ, Ana Lúcia – Integrante / ALVES, Marina Morena Rosa – Integrante / Ana Flávia Mendes Sapucahy – Integrante / Vinicius Ferreira Natal – Integrante / Rennan Ricardo dos Santos Silva – Integrante / Victoria Guilherme dos Santos – Integrante.

Financiador(es): Ministério da Educação – Auxílio financeiro.

A Didática do Filme Etnográfico: processos de produção de vídeo na pesquisa antropológica (2012 - 2014)

Este projeto, aprovado e financiado pela FAPERJ (processo E26/111.273/2012) por meio do Edital 08/2012 Material Didático, visa a produção de um conjunto integrado de material didático a partir de atividades de formação e experimentação, sendo:

  1. Formação audiovisual de professores e alunos de formação universitária e da educação básica, através da realização de Oficinas de Vídeo para a Pesquisa Etnográfica.
  2. Apoio à produção e à edição dos vídeos sobre a transmissão de saberes e o aprendizado.
  3. Produção da Série Pesquisa Etnográfica e Cinema, que apresenta o percurso formativo das Oficinas.
  4. Elaboração do Site do Laboratório do Filme Etnográfico, que tem como objetivo a divulgação dos materiais produzidos a fim de divulga-lo como material didático.

Situação: Concluído;

Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (4) .

Integrantes: Renata de Sá Gonçalves – Integrante / BITTER, Daniel – Integrante / FERRAZ, Ana Lúcia – Coordenador / COSTA, Fernando Morais da – Integrante.

Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ – Auxílio financeiro.

Projeto de criação do Laboratório do Filme Etnográfico da UFF (2011 - 2014)

A criação do Laboratório tem como objetivo desenvolver infra-estrutura adequada para a consolidação de um espaço de formação, debate e articulação entre alunos e professores e os demais envolvidos, privilegiando-se a produção, realização e análise de filmes etnográficos e estudos de paisagens sonoras. Com especial ênfase nas linhas de pesquisa Etnografia Urbana, Ritual e Simbolismo e Antropologia Visual, desenvolvidas no Departamento de Antropologia, em interlocução com o Departamento de Cinema e Vídeo e com o Laboratório de Estudos Patrimoniais – Laboep, da Faculdade de Educação da UFF, pretende-se promover articulações permanentes por meio da organização de encontros, seminários e oficinas periódicas. No Laboratório, a análise de processos sociais mediada pelo audiovisual no estudo das formas expressivas populares em suas variadas acepções (narrativas orais, dança, teatro, música) tem como importante ponto de encontro o uso crítico e reflexivo da fotografia, do som, e especialmente, do filme etnográfico. A reflexão acerca de metodologias de pesquisa empírica e a experimentação dessas linguagens serão meios privilegiados de interlocução e compartilhamento dentro e fora da Universidade. A aquisição de equipamentos de infra-estrutura para realização das atividades do Laboratório do Filme Etnográfico foi financiada no ano de 2011 com recursos da FAPERJ (Processo FAPERJ E-26/111.844/2011) e da Universidade Federal Fluminense por meio do edital Infra-Lab-Pesq 2011 (Proppi – UFF).

Situação: Concluído;

Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) .

Integrantes: Renata de Sá Gonçalves – Integrante / Nilton Santos – Integrante / BITTER, Daniel – Integrante / FERRAZ, Ana Lúcia – Coordenador / SEGALLA, Lygia – Integrante / COSTA, Fernando Morais da – Integrante.

Financiador(es): Universidade Federal Fluminense – Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ – Auxílio financeiro.

“Entre lá e cá”: Associativismo imigrante, mediação e atuação política de brasileiros (2011 - 2014)

Situação: Concluído;

Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2)

Integrantes: Alessandra Siqueira Barreto – Coordenador / Alessandro Andre Leme – Integrante / Graça Indias Cordeiro – Integrante.

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro.

História de Samba (2012 – 2013)

A validade desse projeto reside, dentre outras coisas, em seu caráter interdisciplinar, uma vez que ele agrega o debate e a produção de conhecimento acadêmico a uma forma de expressão artística. A música como forma de expressão artística, como linguagem, possui grande poder de difusão social, podendo atingir e cativar pessoas que estão à margem dos códigos necessários para ler e produzir segundo os critérios acadêmicos. É uma forma lúdica, que pode atuar no sentido de aumentar a amplitude de circulação social do conhecimento. Além disso, ela mobiliza competências ligadas ao trabalho em grupo e à sensibilidade estética, dando contornos mais suaves ao que produzimos academicamente. Nesse sentido, ela é uma forma estratégica de instigar e promover o diálogo a respeito de temas de relevância social e política, que são fundamentais para que os sujeitos compreendam de forma crítica e complexa o mundo em que vivem. Ao longo de um ano de trabalho pudemos perceber empiricamente a viabilidade e a necessidade de levarmos essa experiência para além dos muros da universidade. Tal atividade nos permitirá enriquecer o movimento e a nossa produção de conhecimento, bem como contribuir para a construção e multiplicação de uma prática educativa que consideramos mais horizontal, dialógica e capaz de promover em seus envolvidos uma predisposição para compreender e agir historicamente de forma consciente e responsável. Ademais, o samba é uma forma de expressão com raízes históricas no seio das classes populares, tendo sido uma forma de elaborar e difundir sua identidade sociocultural, de descrever e representar valores, condições de vida e modos de compreensão do mundo. Por isso é importante levar esse projeto para as escolas públicas, que são instituições usufruídas e vivenciadas em sua maioria por membros desse setor da sociedade. O Coluni e as escolas públicas do entorno da Universidade Federal Fluminense se apresentam, portanto, como locus ideal para o tipo de extensão que pre.

Situação: Concluído;

Natureza: Extensão.

Alunos envolvidos: Graduação: (13) .

Integrantes: Nilton Silva dos Santos – Coordenador.

Por trás da máscara: estudo etnográfico das performances cômicas dos palhaços de Folias de Reis (2010 – 2011)

Neste projeto de pesquisa proponho estudar as performances do palhaço, personagem fundamental das folias de reis, caracterizado por utilizar máscara de aparência grotesca e farda colorida que lhe cobre todo o corpo. Oculto pela máscara e pela vestimenta, o palhaço declama versos memorizados ou de improviso, conhecidos como chulas, realizando também ágeis movimentos corporais ao som de toques acelerados executados por um conjunto instrumental. Os palhaços caracterizam-se ainda por serem personagens “liminares” (Turner, 2005), perigosos, e por esta razão são cercados de obrigações, regras e restrições. Neste estudo, pretendo investigar a concepção de “pessoa” no processo de construção deste personagem, o que envolve uma investigação sobre os usos da máscara, incluindo sua artesania, levando-se em consideração os materiais, técnicas e padrões visuais, bem como seus significados e categorias classificatórias envolvidas.

Situação: Concluído;

Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Daniel Bitter – Coordenador.

Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ – Auxílio financeiro.

Localização:

Campus Gragoatá - Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco P - salas 210.
São Domingos - Niterói - RJ
Cep: 24210-201

Funcionamento:

Segunda a Sexta
10:00 às 12:00 | 14:00 às 17:00
Tel: (21) 2629-2858